News

Cuidados na retirada de cola de esparadrapos no pós cirúrgico e após exames de holter

Sabe aquela colinha que fica depois que tiramos o curativo no pós cirúrgico? E aquela depois da realização do exame holter, por exemplo?

Se não sair com água e sabão pode utilizar um óleo como o de bebê, passando delicadamente no local.

No caso de cicatriz em franca recuperação, lembre-se de necessariamente evitar a ferida cirúrgica. Aliás aproveitamos para lembrar que não se deve passar nada sobre a ferida cirúrgica antes da completa cicatrização.

Se você notar que está com alguma reação alérgica e a pele muito sensível, lave com água e sabão e deixe a pele recuperar-se antes de se aventurar a tirar o restante da cola. Ao esfregar a pele sensível você pode correr o risco de causar uma ferida.

A dica do óleo vale também para tirar a cola dos esparadrapos ou micropore que são colocados para fazer o holter. E lembre-se: caso o local coce, cuide para que seja gentil em aliviar a coceira pois peles muito sensíveis podem ficar feridas. Na dúvida procure por assistência médica para avaliar se há necessidade de usar algum tipo de pomada para ajudar a aliviar o processo alérgico. Mas realmente são casos bem raros aqueles que precisam de uma intervenção assim.

No mais, se você já se sabe alérgico a esparadrapos, avise sempre ao seu médico e na enfermaria, que será utilizado micropore, que em muitos casos evita estas reações alérgicas ou minimizam reações em pessoas mais sensíveis.

Luciana Alves PhD e-Patient Advisor | Blogger at e-Patient Brazil | Member of Society for Participatory Medicine | President at Clube do Marcapasso

Dr. Beto Yosef Barrozo CRM-RJ 52.45439-2 – Cirurgião Cardiovascular | e-Doctor e Colaborador Voluntário e Não Remunerado da ONG do Clube do Marcapasso

Padrão