News

Tatuagem em usuários de dispositivos cardíacos eletrônicos implantáveis

A tatuagem em usuários de dispositivos cardíacos eletrônicos implantáveis não está contraindicada, e o equipamento de tatuar em si não causa interferência, entretanto, é importante observar alguns cuidados como a escolha do local onde a tatuagem vai ser realizada, evitar realizar no pós-operatório recente, aguardando pelo menos de 60 dias. Caso vá realizar alguma cirugia, também é importante não fazer a tatuagem nos 60 dias  que antecedem o procedimento cirúrgico.

O primordial aqui, independente se é ou não usuário de um dispositivo cardíaco, é que se observe a segurança para a saúde. Veja as recomendações do Ministério da Saúde para quem deseja fazer uma tatuagem:

  • A resolução RDC nº 55/08 da Anvisa estabelece normas para comercialização no Brasil de tintas usada em pigmentação artificial da pele, portanto somente podem ser utilizadas tintas para tatuagem que possuem registro válido na Anvisa;
  • Todo material utilizado deve ser descartável: luvas, agulhas, lâminas e outros dispositivos destinados a raspar pelos devem ser descartáveis;
  • O tatuador deve lavar as mãos antes e depois dos procedimentos;
  • Luvas e máscaras utilizadas pelo profissional ao fazer a tatuagem ou piercing, devem ser descartáveis, ou seja, de uso único. É recomendável ainda o uso de proteção nos cabelos, avental e protetor ocular;
  • Piercing deve ser esterilizado em embalagem individual aberta à vista do cliente;
  • Agulhas de tatuagem devem, depois de montadas, ser esterilizadas em embalagens individuais e abertas á vista do cliente;
  • As agulhas de piercing (jelco) devem ser descartáveis, de uso único e ser abertas à vista do cliente;
  • Os perfutro-cortantes (agulhas, jelco, lâminas, etc) deverão ser descartadas em recipiente próprio à vista do cliente;
  • Não se recomenda a aplicação de tatuagem nem piercing em cartilagens do nariz, orelha (exceto lóbulo), em articulações mamilos ou órgãos genitais;
  • É proibida aos maquiadores, tatuadores e piercers a prescrição e administração de quaisquer medicamentos (anestésicos, antibióticos, anti-inflamatórios e outros) por qualquer via de administração (tópica, oral, injetáveis e outras) aos clientes;
  • As tintas devem ser fracionadas para cada cliente, devendo ser descartadas as sobras;
  • O cliente pode pedir para ver a data de validade das tintas usadas nos procedimentos. A informação sobre o prazo de validade e o prazo para uso destes produtos após abertos devem constar no rótulo ou embalagem das tintas. Lembrando que menores de 18 anos só podem realizar procedimentos de maquiagem definitiva, tatuagem e piercing com autorização por escrito de pais ou responsáveis.

A vigilância sanitária local deve ser consultada em caso de dúvidas com relação ao serviço prestado pelos estúdios. São estes órgãos que têm a responsabilidade de checar as condições do local onde o serviço será prestado.

Dra. Luciana Alves PhD e-Patiente Adviser | Fundadora e Blogger no PACEMAKERusers | usuária de marca-passo cardíaco | President/CEO no Clube do Marcapasso (Organização Não Governamental) | Membro da Society for Participatory Medicine

Dr. Beto Yosef Barrozo – Cirurgião Cardiovascular – CRM-RJ 52.45439-2 – e-Doctor Voluntário no Pacemaker Users

Este slideshow necessita de JavaScript.

Padrão