News

Estudo encontra correlação entre Fibrilação Atrial de início precoce e obesidade

Em um estudo que consistiu de dados de 2006 a 2013, um total de 67.278 indivíduos foram incluídos na coorte, e divididos uniformemente entre aqueles com e sem um diagnóstico de obesidade. A média de idade e sexo foi de 43,8 anos e 76,9% de mulheres. Indivíduos obesos foram significativamente mais propensos a ter hipertensão (29,5% vs 14,6%) e diabetes (12,7% vs 5,2%) no início do estudo. Ao longo de 8 anos de seguimento, um novo diagnóstico de Fibrilação Atrial (FA) foi registrado em 1.511 (2,2%) indivíduos. A obesidade foi fortemente associada a um diagnóstico precoce de FA após controle de idade, sexo, hipertensão e diabetes.

Desta forma concluíu-se que a obesidade está fortemente associada à FA de início precoce em adultos de meia-idade. Esta informação contribui para a crescente evidência que apoia a relação causal entre obesidade e FA, e poderia promover novas estratégias de prevenção e tratamento da FA.

Fonte: Session LF.APS.P41 – Obesity in CVD Risk and Prevention – American Heart Association goo.gl/AAXlq7

Traduzido e Adaptado por: Luciana Alves PhD e-Patiente Advisor | Blogger at e-Patient Brazil  | Member of Society for Participatory Medicine| Membro da Society for Participatory Medicine

Padrão