News

Curiosidade: marca-passo cardíaco movido a energia nuclear

O Off-Site Source Recovery Project (OSRP) é uma atividade Governo dos Estados Unidos patrocinado pela NNSA – National Nuclear Security Administration’s (Administração Nacional de Segurança Nuclear).

O OSRP tem uma missão de tirar de circulação aqueles rejeitos abandonados cujas fontes de energia sejam provindas de fontes radioactivas, seladas, que representam um risco potencial para a saúde, e para a segurança nacional naquele país.

E é aqui que a OSRP também aponta para a necessidade de que se atentem para o fato de que sobretudo nos Estados Unidos há ainda um número significativo de pessoas que têm sob sua posse marca-passos movidos a energia nuclear, que precisam ser descartados corretamente.

Uma das fontes de energia utilizadas em marca-passos, ao longo dos anos, é um material radioativo chamado de plutônio-238.

A OSRP orienta sobre o que procurar para identificar corretamente este tipo de dispositivo, lembrando que nem todos os marca-passos têm a mesma aparência, entretanto deixa as seguintes dicas:

No corpo do gerador (marca-passo) se você ver a palavra “nuclear” ou “Curie” – ou se você ver o símbolo da radiação, ou a abreviatura “Pu-238”, a bateria do dispositivo contém material radioativo. Se nenhuma destas marcações estiver presente, muito provavelmente o marca-passo apenas contém uma bateria  com composto químico não radioativo.

Marca-passos cardíacos movidos a energia nuclear foram fabricados por diversas empresas. Se você encontrar um dos seguintes nomes de fabricantes exibida no dispositivo, este pode conter material radioativo: ARCO (Perma-grain), Medtronic (Laurens-Alcatel), Gulf General Atomic, Cordis (Telektronic, Accuffix), American Optical, Biocontrol Technology (Coratomic), and Medical Devices, Inc (MDI).

marcapasso-nuclear

Embora as chances de no Brasil de ser encontrado quaisquer destes dispositivos guardados por alguém seja quase inexistente, fica a dica de entrar em contato com o Instituto de Engenharia Nuclear (IEN) caso encontre um desses. Nos Estados Unidos deve ser contatado o  OSRP.

Em relação aos marca-passos que são implantados no Brasil, as baterias em sua maioria são de compostos químicos não radioativos, entretanto inflamáveis, como o lítio-iodo, e seu armazenamento em casa pode não ser seguro. Atualmente as normas sanitárias brasileiras não permitem mais que dispositivos cardíacos sejam entregues aos pacientes após retirada na troca do gerador, mas se você tem um dispositivo guardado e quer se desfazer dele, ligue para o Serviço de Atendimento ao Consumidor do fabricante do dispositivo e solicite orientações para realizar o descarte da maneira adequada.

Dra. Luciana Alves PhD – Blogger em PACEMAKERusers – portadora de marca-passo cardíaco

Fonte: Traduzido e adaptado de National Nuclear Security Administration’s

Padrão