News

Cardiologia comportamental: dez intervenções efetivas para melhorar aderência do paciente

Um dos enfoques da cardiologia comportamental é o estudo da aderência por parte dos pacientes às recomendações médicas.

Nos últimos anos, inúmeros artigos foram publicados destacando medidas e atitudes que poderiam melhorar a aderência. A seguir, dez intervenções efetivas para melhorar aderência:

  1. Empoderamento* do paciente (patient empowerment)
  2. Decisões compartilhadas: pacientes devem ser envolvidos nas tomadas de decisão
  3. Simplificação das prescrições: facilitando posologia
  4. Educação em saúde: informação ao paciente é fundamental
  5. Discutir benefícios e barreiras eventuais para determinado tratamento
  6. Definir metas de curto prazo, tangíveis (alcançáveis)
  7. Dar feedback ao paciente, reconhecer o cumprimento de uma meta
  8. Estimular a auto-monitorização
  9. Entender o contexto social em que se insere o paciente
  10. Utilizar ferramentas tecnológicas (mobile health) como aliadas no tratamento

Dr. Marcelo Katz PhD – Médico Cardiologista – Coordenador de Pesquisa Cardiovascular do Hospital Albert Einstein

Autor convidado de PACEMAKERusers

*Segundo Paulo Freire, empoderamento é a “capacidade do indivíduo realizar, por si mesmo, as mudanças necessárias para evoluir e se fortalecer”.

Padrão