News

Aumento das mamas em mulheres portadoras de marca-passo

De acordo com um relatório da International Society of Aesthetic Plastic Surgery, de 2013, ao todo foram realizadas 23 milhões de cirurgias plásticas em todo o mundo naquele ano. O Brasil ocupou posição de destaque, sendo o país o que mais realizou cirurgias plásticas, ficando à frente até mesmo dos EUA, com 1.491.721 do total. No Brasil, as cirurgias mais realizadas foram a lipoaspiração e colocação de próteses mamárias.

Portanto, portador de marca-passo ou não, o interesse pela cirurgia de aumento das mamas também faz parte do desejo de muitas portadoras de dispositivos cardíacos eletrônicos implantáveis.

O fato único e exclusivo de ser portadora de um dispositivo cardíaco eletrônico implantável não contraindica o implante da prótese de silicone. Entretanto esta é uma decisão a ser bem discutida com o médico responsável pelo acompanhamento do marca-passo, e o cirurgião plástico.

Nesta questão deve-se levar em conta vários fatores, entre eles, a condição de saúde em que a portadora se encontra; tamanho da prótese; local onde o dispositivo cardíaco está implantado; análise de como a projeção da mama, proporcionada pelo volume da prótese, pode influenciar a própria projeção do marca-passo, entre outros aspectos.

Para mulheres portadoras de marca-passo, mastectomizadas, que virão a fazer a reconstrução, também existe a possibilidade de reconstrução com implante de prótese de silicone, e igualmente é de suma importância que os médicos discutam e definam o melhor para a paciente. Portanto, o implante neste caso também pode ser viável.

Converse com seu médico, e faça a melhor escolha para você!

Por Dra. Luciana Alves PhD – Fundadora e Líder de PACEMAKERusers – Portadora de marca-passo cardíaco

Padrão