News

Exames diagnósticos nos portadores de dispositivos cardíacos eletrônicos implantáveis

Os portadores de dispositivos de estimulação cardíaca artificial, sejam eles marca-passos convencionais, ressincronizadores ou CDI, podem necessitar em algum momento realizar algum exame complementar mais complexo e a dúvida sempre aparece: Será que eu posso fazer esse exame sendo portador(a) de marca-passo?

E, na maioria das vezes, a resposta é sim.

Exames de Ultrassonografia podem ser realizados sem restrições.

Tomografia computadorizada também pode ser realizada sem restrições.

Exames de angiografia e cineangiocoronariografia (o “cateterismo”) também podem ser realizados sem problemas.

Eletroneuromiografia deve ser realizada com cautela em portadores de marca-passo, pois pode ocorrer interferência temporária durante o exame. Converse sempre com seu médico antes.

Teste Ergométrico também pode ser realizado em portadores de dispositivos de estimulação cardíaca artificial. Uma atenção especial deve ser dada aos portadores de CDI, pois a frequência cardíaca atingida no pico do esforço pode ser interpretada pelo dispositivo como arritmia e ocorrer choque inapropriado. É importante o médico assistente do paciente informar ao colega que fará o exame como é a programação daquele individuo, para que ele possa fazer o exame com segurança.

Exames de Ressonância Magnética não devem ser realizados por portadores de marca-passos que não sejam da geração “pro-MRI”. Podem ocorrer danos ao dispositivo e ocorrência de arritmias se o exame for realizado inadvertidamente.

Sempre tenha consigo sua carteirinha de portador de marca-passo e sempre informe antes de realizar o exame que é portador de dispositivo de estimulação cardíaca artificial.

Esclareça sempre suas dúvidas com seu médico.

Por Dra. Cláudia da Silva Fragata – CRM-SP 98985 – Autora convidada de PACEMAKERusers

Padrão