News

Boa notícia para os portadores de CDI

Segundo um estudo cujo relatório foi publicado em 04 de agosto de 2015, no Journal of the American College of Cardiology, no qual a função cardíaca dos pacientes foi avaliada medindo o quão bem os seus ventrículos esquerdos – principal câmara de bombeamento do coração – estavam funcionando, uma em cada quatro pessoas com desfibriladores, com ressincronizador, apresentaram uma melhora na função cardíaca.

No estudo os pesquisadores acompanharam quase 1.200 pessoas, com idades entre 18 e 80 anos, que receberam desfibriladores cardíacos, com ressincronizador, em quatro centros nos Estados Unidos, entre 2003 e 2013, e que foram seguidos por uma média de cinco anos. Uma parte do grupo, 538 (45%), foi submetido a pelo menos uma reavaliação da função cardíaca após a colocação inicial do dispositivo.

De 538 pacientes, 40% destes experimentaram uma melhoria na função cardíaca definida como o aumento da fração de ejeção ventricular esquerda. Em um quarto dos pacientes, o desempenho do ventrículo esquerdo aumentou acima de 35%, o limiar que define a função cardíaca severamente comprometida e apela para a colocação de desfibrilador. Esses pacientes tiveram um risco 33% menor de morrer, e um risco 30% por cento menor de choques apropriados, em comparação com pacientes cuja função cardíaca manteve-se inalterada.

Isto é realmente uma ótima notícia apara os portadores de CDI.

Adaptado e traduzido Por Dra. Luciana Alves PhD – Fundadora e Líder de PACEMAKERusers – portadora de marca-passo cardíaco

Fonte: Zhang Y, Guallar E, Blasco-Colmenares E, et al. Changes in Follow-Up Left Ventricular Ejection Fraction Associated With Outcomes in Primary Prevention Implantable Cardioverter-Defibrillator and Cardiac Resynchronization Therapy Device Recipients. J Am Coll Cardiol. 2015;66(5):524-531. doi:10.1016/j.jacc.2015.05.057.

Padrão