News

Cuidados que são tomados para o armazenamento e transporte de marca-passos

As condições ambientais que são avaliadas se referem à temperatura, o local de armazenamento e quanto tempo o dispositivo está armazenado.

– Temperatura: os dispositivos não devem ser armazenados, transportados ou manipulados em temperaturas extremas. Temperaturas muito altas ou baixas afetam o tempo de duração da bateria. Cada fabricante especifica as temperaturas limite de seu dispositivo;

– Local de armazenamento: os dispositivos não devem ser armazenados em locais com próximos a ímãs ou de fontes de interferências eletromagnéticas;

– Tempo de armazenamento: a data limite exibida para uso do marca-passo é para assegurar que o mesmo irá operar em condições de máxima estimulação possível e que a bateria vai durar no mínimo o tempo para o qual foi projetada.

Os testes para assegurar que o dispositivo vai funcionar adequadamente são rigorosos. Desta forma é mito de que quanto antes um dispositivo for implantado levando-se em consideração o tempo limite impresso na caixa, melhor.

Vale ressaltar que os testes são realizados para assegurar o perfeito funcionamento com 100 % de estimação do tempo útil da bateria. Entretanto em alguns casos, pelo fato do paciente ter escapes, ou seja, momentos em que o coração pode vir a bater com seu ritmo próprio isto aumenta a durabilidade da bateria.

Por Dra. Luciana Alves PhD – Fundadora e Líder de PACEMAKERusers – portadora de marca-passo cardíaco

Padrão