News

Uso de frequencímetro cardíaco por portadores de dispositivos cardíacos eletrônicos implantáveis

Pelo fato de muitos saberem que marca-passo e cardioversor desfibrilador implantável (CDI) são susceptíveis à interferências externas, portadores de dispositivos cardíacos eletrônicos implantáveis (marca-passo, CDI e ressincronizadores) ficam inseguros ao utilizar alguns tipos de equipamentos, incluindo monitores cardíacos/frequencímetro, isto pelo fato de que o transmissor de sinais por onda de rádio é colocado muito próximo ao coração, e mantém proximidade com o dispositivo cardíaco.

Os marca-passos antigos eram mais sensíveis a interferências, entretanto, a tecnologia moderna ajudou a superar estes problemas.

Com o objetivo de esclarecer melhor esta questão, em 2004 foi realizado um estudo no qual participaram 20 portadores de marca-passo, e 5 portadores de CDI, que utilizaram uma cinta de monitoramento cardíaco. Os resultados demonstraram a segurança do frequencímetro, e que estem mediram corretamente a frequência cardíaca em diferentes tipos de estimulação.

Fato é que marca-passos e CDIs estão cada vez mais avançados e menos susceptíveis a diversos tipos de interferências. Escolha o seu frequencímetro, faça uma avalição médica antes de praticar atividade física, e torne sua vida mais ativa!!

Por Dra. Luciana Alves PhD – Fundadora e Líder de PACEMAKERusers – Portadora de marca-passo cardíaco

Referência: Pachón EIM. Interferência dos monitores de pulso pessoais nos portadores de marcapasso definitivo e desfibriladores. Reblampa, 2004; 17(1): 11-17

Padrão