News

História do marca-passo passo-a-passo

A invenção do marca-passo cardíaco permitiu que milhares de vidas sejam salvas no mundo todo.

No inicio os marca-passos eram muito grandes, pouco portáteis e tinham uma longevidade limitada. Com sua evolução eles tiveram seu tamanho reduzido e tornaram-se totalmente implantáveis, com recursos cada vez mais sofisticados, aproximando-se cada vez mais da função cardíaca fisiológica.

Na década de 1930 o primeiro marca-passo do mundo foi inventado por Hyman. Um sistema ainda rudimentar, alimentado por um sistema magnético movido a manivela proporcionava a estimulação cardíaca. Passados 28 anos, em 1958, Arne H.W. Larsson recebe o primeiro marcapasso implantável do mundo, que foi desenvolvido pelo Engenheiro Dr. Rune Elmqvist e implantado pelo Dr. Ake Senning.

Figura 1. Primeiro marca-passo cardíaco. Desenvolvido por Hyman (1932) - Fonte: DECA

Figura 1. Primeiro marca-passo cardíaco. Desenvolvido por Hyman (1932) – Fonte: DECA

mp_passo_a_passo1

Figura 2. Replica do primeiro marca-passo implantável do mundo. Fonte: SJM

Em pouco mais de meio século os fabricantes de destes dispositivos desenvolveram uma série de funções e componentes que mudaram radicalmente a forma de se estimular o coração. Seguem algumas abaixo:

1962: Produção dos primeiros eletrodos de marca-passo endocárdicos permanentes. Isso reduziu o risco do procedimento de implantação do marca-passo.

1978: Lançamento do primeiro marca-passo de chip único. Este avanço reduziu bastante o tamanho do aparelho e melhorou sua confiabilidade.

1979: Surge o primeiro marca-passo a usar telemetria bidirecional — que transmite dados do aparelho implantado para o computador do médico e vice-versa. Essa tecnologia permitiu que os médicos reprogramassem o aparelho de maneira não invasiva.

1981: É lançado o primeiro marca-passo baseado em microprocessador.

1989: Lançamento, nos Estados Unidos, do primeiro marca-passo de câmara dupla com modulação de frequência. Esse aparelho permite estimular tanto o átrio do coração quanto o ventrículo, imitando de maneira mais semelhante o ritmo natural do coração.

1993: A Administração norte-americana de Alimentos e Medicamentos (FDA, na sigla em inglês), aprova o cardioversor desfibrilador implantável (CDI) com marca-passo associado. Antes, os pacientes que precisavam do CDI e do marca-passo precisavam usar os dois aparelhos separadamente.

1995: O menor marca-passo do mundo, Microny, é lançado para ser usado por crianças. Tem o tamanho aproximado de uma moeda de R$1.

1999:A Estimulação cardíaca em três câmaras é utilizada pela primeira vez (1999).

2001: Morre Arne Larsson, o paciente que recebeu o primeiro marca-passo do mundo.

2009: Lançamento do primeiro marca-passo com telemetria por radiofrequência. Isso permite uma comunicação sem fio segura entre o dispositivo implantado e o programador utilizado pelo medico ou monitor residencial.

2013: É lançado e obtida a aprovação do CE Mark para o primeiro marca-passo sem eletrodos do mundo. Com indicação ainda bastante específica, mostra-se como a reinvenção dos dispositivos de estimulação cardíaca.

Figura 3. Marca-passo sem eletrodos. Fonte: medGadget

Figura 3. Marca-passo sem eletrodos. Fonte: medGadget

Por Elber Santana – Fisioterapeuta – Autor convidado de PACEMAKERusers

Padrão