News

Síndrome Vasovagal o que é e como lidar com esta condição de saúde

Síndrome Vasovagal é uma percepção inadequada do corpo à falta de liquido. A desidratação real ou relativa faz com que o sistema nervoso autônomo (aquele que trabalha sem você notar, por exemplo, mantendo a frequência cardíaca adequada, dilatando ou contraindo as pupilas e a ventilação) acione reflexos que querem preservar o fluxo sanguíneo no cérebro. Alguns
reflexos são exagerados, levando ao efeito oposto: bradicardia e hipotensão.

Quando as pessoas ficam de pé muito tempo, por exemplo, parte do sangue se concentra nas pernas. O corpo entende então, que o individuo esta com hemorragia, ou gravemente desidratado, e tenta acelerar o coração. A falta de sangue circulando faz com que o coração comece a contrair “seco”, e isso faz com que outro reflexo, o da bradicardia e as vezes o da hipotensão (Dilatação dos vasos sanguíneos) se sobreponha. A pessoa sente tonturas e desmaios.

Felizmente o risco é pequeno, o prognóstico é benigno. Exceto pelo trauma das quedas, o portador de síndrome vasovagal não carrega em si risco cardíaco aumentado. Mesmo porque assim que ele deita (ou desmaia), o sangue volta a circular normalmente e a pessoa acorda.

As dicas para esse verão são: beba sempre muito liquido, seja qual for ele, para manter o tanque sempre cheio. Em caso de sintomas como tonturas frequentes, em especial de pé, reavalie com seu medico a dose de medicações, como diuréticos e medicamentos para controle de pressão arterial. Algumas deveriam ser reajustadas para o verão. O uso de meias elásticas pode ajudar, em especial de média compressão e 7/8 (até a raiz da coxa). Exercícios como treinamento postural (Tilt training) é muito efetivo, desde que o exercício seja mantido pelo menos duas vezes ao dia. Raramente remédios são necessários.

Por Dr. Bruno Valdigem CRM/SP 118535 – Autor convidado de PACEMAKERusers

Padrão