News

Síndrome do coração festeiro e dispositivos cardíacos eletrônicos implantáveis

Chegamos ao final do ano e com ele um período cheio de festas e confraternizações em família, no trabalho, no condomínio onde moramos, etc. Tudo isso regado a muita bebida e comida em exagero, o pode predispor a arritmias como a fibrilação atrial (dá-se até o nome de “Holiday Heart Syndrome” aos episódios de arritmia que ocorrem nesta época do ano e o tema é amplamente discutido na imprensa em geral).

Há também a parte emotiva da época, que pode ser positiva ou negativa (que também podem levar a arritmias).

Os portadores de dispositivos cardíacos implantáveis como CDI (Cardioversor Desfibrilador Implantável), por exemplo, podem apresentar terapias por arritmias cardíacas ventriculares durante essa época que podem ser desencadeadas por emoções, exageros alimentares ou na ingestão de bebida alcoólica, estresse físico (dormir mal pela “maratona de festas”), acabar se descuidando do tratamento por esquecer-se de tomar as medicações que faz uso, entre outros motivos. Ser atento ao seu tratamento é fundamental.

Ser moderado na alimentação e no consumo de álcool é a recomendação padrão para todos, independentemente da presença ou não de problemas cardíacos. As emoções desencadeadas por essa época do ano são individuais e alguns casos mais extremos necessitam auxílio especializado para que a pessoa possa lidar melhor com isso. Procure atendimento médico se apresentar algum sintoma.

A última recomendação que deixo aqui é aproveitar da melhor maneira possível o final de ano, junto dos entes queridos, em paz e tranquilidade.

Por Dra. Cláudia da Silva Fragata – CRM-SP 98985 – Autora convidada de PACEMAKERusers

Padrão